Uma cerveja pra pensar, não apenas beber

Hábitos geralmente são ações que tomamos como nossas sem saber muito de onde vieram ou o impacto que tem sobre as outras pessoas. No mundo cervejeiro não é diferente. Estereótipos acabam sendo formados e viram efeito cascata de toda uma cadeia. Foi lançada no mercado uma breja feita essencialmente para fugir de alguns estereótipos do mundo cervejeiro. ELA é o nome dela.

Tudo a ver com o conceito. A ELA é uma colaborativa da Cervejaria Dádiva, feita por mestres-cervejeiras e profissionais de vários Estados que chamam a atenção para como as mulheres do setor se sentem frente a posturas sexistas.

A cerveja voz

cerveja voz Ela

Então vamos falar da cerveja. Estou na expectativa porque foi uma escolha com personalidade: uma American Barley Wine.

O estilo é desafiador (devido a todas as dificuldades de produção) e se beneficia muito do envelhecimento tardio com madeiras, ficando melhor a cada ano. Então, quem aguentar guardar a sua breja especial por um tempo vai poder apreciar novos sabores e aromas.

É daquelas cervejas que você tem que comprar sempre em pares: uma pra consumir logo e outra pra comparar depois de um tempo, certo?!

Além disso, possui alto teor alcoólico. Uma American Barley Wine não é pra sair bebendo feito louco! A ELA, por exemplo, tem assustadores 10,5% de graduação.

o amargor do estilo é forte, por causa da lupulagem, que também é alta. Outra curiosidade da ELA: foi usado um lúpulo chamado Ella na sua receita. Ele é cultivado na Austrália e dá um contraste cítrico com aroma picante e floral.

Já to louco aqui pra experimentar, porque particularmente é um estilo que gosto muito. 

13659201_262659877446334_5886190851547298394_n

Agora você já sacou a proposta da colaborativa ELA: um estilo de cerveja forte que desmistifica aquela ideia estereotipada de que as mulheres só gostam de cervejas com sabores suaves. Inclusive aqui no Vale do Aço, especialmente nas casas da cervejaria Brüder, a venda da Amber Lager para mulheres sempre foi maior do que os estilos mais suaves da cervejaria.

Ideal e Iniciativa

Além disso a iniciativa de reverter o lucro da venda das cervejas ELA em seus lançamentos para instituições de apoio à mulheres vítimas de violência é uma forma de tocar nessa verdade altamente inconveniente: violência física e psicológica contra mulheres. Realidade complexa, que muitas vezes passa pela desculpa do uso exagerado do álcool e que deve ser discutida com mais profundidade pela sociedade, e a ELA se propõe a isso.

ELA - facebook @cervejaporelas

O lançamento da cerveja Ela em Minas Gerais vai ser em BH dia 07 de setembro, no BH Cerveja – Rua Conselheiro Lafaiete 510, Sagrada Família. Contato: (31) 2510 1377

Você pode saber mais sobre a iniciativa idealizada também pela sommelière Aline Smaniotto Tiene nas redes sociais do Coletivo Ela @cervejaporelas.

*Imagens da rede social Facebook ELA

4 respostas
  1. Ana Paula Arthuso
    Ana Paula Arthuso says:

    Se engana quem pensa que gostamos só dos sabores suaves, pra quem realmente aprecia cerveja artesanal, as mais fortes são as que trazem as experiências mais fantásticas de sabor.
    Louca pra experimentar “ELA”!

  2. Cleciane Sousa
    Cleciane Sousa says:

    Extraordinário o conceito d’Ela!
    Com certeza, feita para ser muito mais que uma cerveja.
    O marketing social foi uma “super sacada” e traz responsabilidade para o nome da cerveja. Extraordinário!!
    Já estou com muita vontade de provar Ela!!

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta