FICC: a pegada drinkability PARTE 4

Sempre presente nos festivais mineiros, a cervejaria Capapreta de Nova Lima tem uma pegada bem interessante que é trabalhar o sabor de suas cervejas para o público brasileiro. Preocupação do Lucas Godinho, dono da cervejaria. Quem me contou desses pormenores foi o outro Lucas (o de Magalhães, o homebrewer da Capapreta).

galeracapapreta

O Lucas M. apresentou a breja que seria a cara do festival (vocês ainda lembram que o FICC deste ano homenageou os ingleses, né?): a English Pale Ale estilo ESB – Extra Special Bitter – autêntica bitter inspirada na escola inglesa de cervejas, que puxa notas de biscoito do malte em meio ao aroma lupulado do líquido de cor escura e corpo de média densidade.

cervejariacapapreta

Enquanto ele contava sobre os outros estilos, escolhi o meu pra degustar. Uma Raspberry Porter que respeita a tradição inglesa, mas inova com o toque tupiniquim ao usar frutas. Decisão do Lucas G. que resultou em uma cerveja escura e forte, ao mesmo tempo seca com o azedinho da framboesa.

raio-x cachorro

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta