Cerveja pra beber, não pra competir

Acabamos de ser premiados com mais uma medalha de prata para a nossa Brüder American Red Lager na categoria International Amber Lager na Copa Cervezas de America, e também com uma medalha de bronze para a Weizen na categoria Weissbier. Queríamos ser reconhecidos com um ouro? Claro, todo mundo quer! Mas estamos obcecados com isso? Não. Estamos superfelizes por, com apenas cinco anos de cervejaria, já termos três medalhas de grandes premiações. Até porque confesso que não faço a receita da nossa cerveja pensando em competições. A receita é pensada no sabor do que seria uma boa cerveja para os cervejeiros, para o brasileiro e o tipo de comida que consumimos.

Todas podem ganhar juntas

Aí vem aquela perguntinha: ah, suas cervejas ficaram com as medalhas de prata e bronze. Quem ficou em primeiro lugar? Aí é que tá o bacana do concurso de cerveja e o motivo de a gente participar. Não existe simplesmente primeira, segunda e terceira colocação por categoria. Tem a categoria e a cerveja que alcança pontuação suficiente para levar uma medalha de ouro, prata ou bronze. E várias cervejas podem alcançar a mesma medalha.

competicao-cerveja02
Ganhar uma medalha é um puta marketing pra cervejaria. Mas não é só isso. Essas medalhas são um feedback de especialistas sobre a fidelidade da receita em relação ao estilo proposto. Eles mostram problemas encontrados e apontam os rótulos que merecem destaque e reconhecimento através da premiação. É uma indicação de que sua cerveja está ou não no padrão do estilo. Bom, será que vale a pena deixar de fazer sua receita artesanal, gostosa e diferente, que o pessoal curte, para entrar num padrão?
É aí que tentamos achar o ponto de equilíbrio. Acreditamos que devemos nos concentrar no nosso objetivo, que é produzir a bebida que nossos clientes gostam.
Participamos sim dos concursos pra ter o retorno sobre a qualidade, queremos que os juízes experimentem e digam: “sim, está na linha de uma amber lager”.
Se “pecamos”, é porque não buscamos nos adaptar cegamente aos guias de estilos. Respeitamos tais estilos, mas somos fiéis, sobretudo, aos nossos princípios.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta